NO RÁDIO: Negocia Fácil trabalha a cobrança de dívidas de forma humanizada

0

A plataforma de negociação de débito Negocia Fácil tem alcançando ótimos resultados ao utilizar nova abordagem com os inadimplentes

Vender adimplência para quem está com as contas em atraso. Esta é a proposta da Negocia Fácil, plataforma de cobrança digital cuja proposta é restabelecer a relação de consumo entre consumidores inadimplentes e seus fornecedores de forma humanizada, aproximando os dois lados do balcão de forma a transformar uma relação negativa em fidelização. Pela solução é possível negociar as dívidas sem a necessidade de contato direto com uma assessoria de cobrança ou instituição credora.

A aplicação do conceito de “vender adimplência” se mostra lucrativo. A empresa vem crescendo a taxas de 2 dígitos ao mês. No ano passado foram recuperados mais de R$ 50 milhões em cerca de 600 mil acordos realizados.

Para explicar como é o trabalho da Negocia Fácil na recuperação de débitos, a jornalista Angela Crespo recebe José Moniz, head de Negócios Digitais da empresa, no programa Consumo em Pauta, na Rádio Mega Brasil Oline.

Num país em que há mais de 60 milhões de inadimplentes, no qual a maioria está nesta situação não por vontade própria, mas em razão de alguma situação de dificuldade, as abordagens comuns utilizadas na cobrança de dívidas trazem uma série de desconforto a quem deve. “No conceito de ‘venda de adimplência’, trabalhamos a interação com os devedores de forma a incentivá-los a aproveitar a oportunidade de quitar seu débito”, explica Moniz. É o “sellsation”, “a habilidade de remover a previsibilidade das coisas, surpreender, fidelizar o cliente pela impressão que ele colherá da experiência que proporcionamos”, completa o head.

“A inadimplência é um momento especial para as marcas se aproximarem de seus clientes e gerar comprometimento”, argumenta o head da empresa. Ele fundamenta com base numa análise de perfil que a Negocia Fácil realizou com 7 milhões de pessoas que acessaram o portal de renegociação de débito. “Mais da metade navegou também com frequência em sites de empregos, cursos e concursos públicos. Isso dá o direcionamento de que não estão inadimplentes porque querem, mas em razão de um momento, e podem ser fidelizados com uma proposta diferente e humanizada de negociação de dívidas.”

Para a Negocia Fácil o cenário apresentado pela pesquisa indicou que os inadimplentes necessitam de ajuda quando em dificuldades financeiras. Momento, portanto, ideal para a busca de soluções conjuntas para que esta fase de dor seja superada e até alavancar negócios.

Mas isto tem de ser feito de forma discreta e com peças de comunicação que passem a sensação de que o inadimplente está dialogando diretamente com o credor e não com uma empresa de cobrança. Desta forma, o consumidor, na visão da Negocia Fácil, se sentirá acolhido por seu fornecedor e no momento em que tiver interesse de adquirir novamente um produto ou serviço trará à memória a forma como foi tratado na hora em que não conseguiu cumprir com sua parte na relação comercial com uma determinada empresa, o que fará a optar novamente pela marca.

Para saber mais sobre os processos de negociações de débitos utilizados pela Negocia Fácil, acesse a Rádio Mega Brasil Online nesta segunda-feira (23/07), às 16 horas. Reapresentações na terça, às 19 horas, e na quarta, às 9 horas.

Compartilhe.

Sobre o Autor

O Consumo em Pauta é um site com informações para o dia a dia do consumidor. Nossa missão é entregar aos leitores informações gerais sobre consumo, educação para o consumo e direitos e deveres de consumidores e fornecedores, além de dicas de como resolver pendências de conflitos de consumo. Nosso objetivo: relações de consumo menos conflituosas.