FUSÃO
Nada muda para os clientes do HSBC, por enquanto

0

Até que a fusão do HSBC e Bradesco seja aprovada pelo Cade e Banco Central, os clientes da instituição financeira continuarão sendo atendidos pelas agências do banco vendido

 

Para os clientes do HSBC nada muda no relacionamento com a instituição financeira em razão da aquisição pelo Bradesco. Até que o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) e Banco Central aprovem a efetivação da venda, a previsão é de que isso ocorra até o fim do ano, os correntistas continuarão sendo atendidos pela bandeira e agências do HSBC.

“Assim que a operação for aprovada pelos órgãos regulatórios, o Bradesco dará início à integração das operações dos clientes HSBC. Os produtos e serviços oferecidos atualmente pelo HSBC deverão ser mantidos pelo Bradesco nas mesmas condições”, explica Tatiana Facchim Ribeiro, advogada especializada em Direito Societário e Recuperação de Empresas/Falências e sócia do escritório Fialdini Advogados.Ela lembra, entretanto, que sempre é possível requerer a portabilidade para outra instituição financeira para aqueles clientes que possuem produtos de crédito.

Como pontos negativos nesta fusão, a dra. Tatiana Facchim Ribeiro lembra que poderá haver fechamento de agências, em especial quando haja instalações do Bradesco nas proximidades, e a burocracia da troca de conta corrente, cartões, tokens, etc. “Em contrapartida, os clientes HSBC passam a ter acesso também aos produtos e serviços ofertados pelo Bradesco e à sua rede de agências e caixas eletrônicos, bem mais ampla.”

Compartilhe.

Sobre o Autor

O Consumo em Pauta é um site com informações para o dia a dia do consumidor. Nossa missão é entregar aos leitores informações gerais sobre consumo, educação para o consumo e direitos e deveres de consumidores e fornecedores, além de dicas de como resolver pendências de conflitos de consumo. Nosso objetivo: relações de consumo menos conflituosas.