Dicas para se dar bem na Black Friday

1

Para não ter problemas, siga fielmente as dicas para se dar bem na Black Friday. Serão 24 horas de enxurrada de ofertas e promoções que começa à meia noite do dia 25 de novembro

A Black Friday está se aproximando. Acontecerá a partir da meia noite do dia 24 de novembro. Serão 24 horas de enxurrada de ofertas e promoções. Preste atenção nas dicas abaixo para não ter problemas com o orçamento ou com a compra, uma vez que não faltam espertalhões com sites falsos e promoções tentadoras que não entregam depois os itens adquiridos.

O Idec orienta que, nas compras realizadas pela internet, o consumidor deve imprimir as páginas do anúncio com as características da mercadoria e atentar para a comprovação da oferta. “Em relação ao pagamento online durante a Black Friday é necessário acompanhar a conta corrente e fatura do cartão, para comunicar a administradora ou banco em caso de anormalidade”, destaca Ione Amorim, economista do Idec. 



Além disso, a economista lembra que o artigo 49 do Código de Defesa do Consumidor (CDC) assegura que todas as compras realizadas fora do estabelecimento físico – internet, catálogos ou telefone, por exemplo – podem ser canceladas no prazo de sete dias, a partir da entrega do produto. 

Dicas para comprar bem na Black Friday

  • Planeje seu orçamento. Antes de comprar na Black Friday veja se seu orçamento é compatível para a aquisição do item e se realmente precisa adquirir agora.
     
  • Cadastre-se. Faça cadastro nos sites que vão participar da Black Friday antes da data para receber as ofertas e já começar a acompanhar o que está por vir. Você pode ligar para o telefone indicado no site e ver se alguém atende ou se é daqueles sistemas de atendimento eletrônico. Se não conseguir falar com os atendentes fique atento.
     
  • Mantenha o foco. Faça busca de preços somente dos itens que realmente necessita. Se ficar olhando muitos sites poderá comprar produtos que não necessita.
     
  • Descontos falsos. Pesquise bem os preços antes da Black Friday. No ano passado, conforme o Procon-SP, o maior número de reclamações foi o cancelamento de compras sem justificativas, o que pode ocorrer em razão de o varejista não retirar o anúncio mesmo após os estoques esgotados.
     
  • Reputação das lojas. Se nunca ouviu falar da loja não compre. Verifique no “Evite estes sites” na página eletrônica do Procon-SP (e de outras localidades) se a empresa não está listada lá por causar prejuízos a consumidores.
     
  • Informe-se. Mesmo se conhecer a loja ou a marca, verifique no site www.consumidor.gov.br ou no Ranking de Atendimento do Procon-SP qual é o comportamento da empresa em caso de uma reclamação de consumidor. 
     
  • Denuncie. Qualquer irregularidade percebida durante a Black Friday denuncie ao Procon de sua localidade. A maioria deles recebe denúncia virtual.
     
  • Cuidados com e-mails com ofertas. Muitos e-mails falsos usam  marcas de empresas conceituadas e somente após a confirmarção do pagamento se descobre que se tratava de uma oferta falsa. Ao receber um e-mail com promoção da Black Friday acesse o site pelo navegador e não pelo link do e-mail marketing para confirmar a veracidade da promoção. E não se esqueça de manter o antivírus atualizado e ativado.
     
  • Fique de olho na segurança. A fórmula-chave para identificar se o site que você pretende realizar uma compra é confiável é observar se possui o Certificado de Segurança SSL – encontrado na barra de endereços. Os sites seguros e protegidos devem conter um cadeado verde clicável, que mostra a segurança do ambiente. Essa validação é realizada pelo navegador do usuário, seja ele Google Chrome, Firefox, Opera, entre outros. 
     
  • Entrega. O fornecedor é obrigado a estipular um prazo de entrega e disponibilizar essa informação ao comprador, conforme a Lei de Entrega que vigora no Estado de São Paulo. Além disso, muitas vezes o frete não está incluso no valor da compra e o consumidor deve ficar atento à essa cobrança.

Fontes: Idec, Soluti, Jaques Grinberg (Coach de Vendas), Dori Bocault (advogado especialista em direitos do consumidor)

Atualizado em 22/11/2017

 

 

Compartilhe.

Sobre o Autor

O Consumo em Pauta é um site com informações para o dia a dia do consumidor. Nossa missão é entregar aos leitores informações gerais sobre consumo, educação para o consumo e direitos e deveres de consumidores e fornecedores, além de dicas de como resolver pendências de conflitos de consumo. Nosso objetivo: relações de consumo menos conflituosas.

1 Comentário