Cobrança digital tem o aval do inadimplente

0

A cobrança digital facilita a vida de quem está devedor, elimina os inúmeros telefonemas e possibilita a quem está pretendendo sair do vermelho fazer toda a negociação na palma da mão  na hora que quiser, não ficando mais refém dos horários comerciais

Inúmeras empresas que atuam no setor de recuperação de dívidas vêm intensificando os investimentos na cobrança digital. Isso porque o inadimplente vem se mostrando receptivo a abordagem por canais como chats, e-mails, SMSs, WhatsApp, Facebook Messenger e o chamado agente virtual (robô que substitui o atendente humano).

A Services Digital, do Grupo Services, empresa de cobrança e retenção de clientes que, segundo Jansen Alencar, CEO, “foi o primeiro call center 100% digital” tem mais de mil robôs atendendo 160 mil clientes por dia pelos canais digitais e outros 120 mil ao dia pelo robô de voz. “Os consumidores inadimplentes sempre reclamaram dos inúmeros telefonemas de cobrança inclusive em horários impróprios.  Com a cobrança digital oferecemos conveniência a eles, a quem cabe a decisão de qual canal quer interagir e o horário que melhor lhe convém”, diz o CEO do Grupo Services.




A empresa recupera mais de R$ 200 milhões por mês em dívidas via WhatsApp, e-mail, URA/telefone, SMS, chat, portal multicontato, chatbots.  “A cobrança digital facilita a vida de quem está devedor, elimina os inúmeros telefonemas e possibilita a quem está pretendendo sair do vermelho fazer toda a negociação na palma da mão – pelo celular ou outro computador -, na hora que quiser, não ficando mais refém dos horários comerciais e das ligações”, acrescenta Alencar.

As negociações de débitos via WhatApp no Grupo Services já é o canal preferido dos inadimplentes, possibilitando inclusive a emissão de boleto para pagamento. Logo em seguida na preferência está o chat, seguido pelo SMS, e-mail, Messenger e telegrama.

Recentemente, o Grupo Services fez um reposicionamento da marca, ampliando seu rol de serviços. Deixou de ter foco apenas em cobrança para atuar também em Corporate (cobrança B2B, cobrança jurídica, resolução de contestações), BPO (control desk, back office, business intelligence, prevenção e detecção de fraudes), Customer (retenção de clientes, SAC, automação e atendimento) e Vendas (criação de site, carrinhos de compra e chat).

Pesquisa sobre cobrança digital

A opção pela cobrança digital por parte dos inadimplentes foi constatada por pesquisa do Instituto Geoc, que reúne 16 das principais empresas de cobrança do Brasil. Realizada em meados do ano, dos 2.258 devedores consultados que já negociaram por canais digitais, 80,3% aprovaram a utilização de portais de autonegociação, chats, e-mails, SMSs, WhatsApp, Facebook Messenger e o robô virtual.

Compartilhe.

Sobre o Autor

O Consumo em Pauta é um site com informações para o dia a dia do consumidor. Nossa missão é entregar aos leitores informações gerais sobre consumo, educação para o consumo e direitos e deveres de consumidores e fornecedores, além de dicas de como resolver pendências de conflitos de consumo. Nosso objetivo: relações de consumo menos conflituosas.